A (enorme) magnitude do valor do trabalho não pago de cuidado e a (colossal) assimetria de género na produção desse valor
Publicada por Maria Paula Custódio, em 2021-08-31 (há 3 semanas)

O valor anual do trabalho não pago de cuidado e doméstico em Portugal poderá representar entre 40 mil milhões e 78 mil milhões de euros (dependendo da metodologia utilizada).

Independentemente da metodologia adotada, as mulheres serão responsáveis por mais de dois terços do valor monetário total do trabalho não pago de cuidado e doméstico.

Estes são alguns dos resultados publicados na segunda factsheet do projeto de investigação ‘O valor do trabalho não pago de mulheres e de homens – trabalho de cuidado e tarefas domésticas’ .

Este projeto está a ser desenvolvido por uma equipa de investigação do CESIS – Centro de Estudos para a Intervenção Social, em parceria com a CITE – Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego e, a nível internacional, com o Institutt for samfunnsforskning (Noruega).

Este projeto é financiado pelo Programa EEA Grants Conciliação e Igualdade de Género, gerido pela Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género (CIG).