Criar Uma Cultura de Departamento
Publicada por CRC do CECOA, em 2019-01-23 (há 6 meses)

O Departamento de Recursos Humanos da Câmara Municipal de Loures lançou ao CECOA o desafio de conceber e implementar um projeto formativo com vista à criação e promoção de uma cultura de Departamento assente no desenvolvimento de competências de comunicação interpessoal, motivação para o trabalho de equipa, gestão positiva de conflitos e promoção de atitudes cooperativas.

Esta formação decorreu entre 01 de outubro e 12 de dezembro de 2018 e envolveu cerca de 75 colaboradores do DRH, repartidos por 3 grupos de formação.

Os primeiros 2 dias de formação decorreram em sala, no espaço da Biblioteca Municipal José Saramago. Através de dinâmicas de grupo ativas, o formador Miguel Leite convidou os participantes a refletir e a atuar sobre os fatores que podem fazer a diferença na produtividade e no bem-estar das suas equipas de trabalho.

No último dia de formação, realizou-se a prática de teambuilding, em ambiente outdoor, tendo como pano de fundo o Cabeço de Montachique, local histórico onde se localizam as linhas de defesa do período das invasões francesas. Durante esta atividade, a equipa do Departamento de Recursos Humanos, representando as tropas anglo-lusas foi submetida a vários desafios que conseguiu ultrapassar através da organização, entreajuda e cooperação dando corpo à expressão “juntos somos mais fortes”.

Contributo do Diretor do Departamento de Recursos Humanos da Câmara Municipal de Loures

“A ação de formação Criar uma cultura de Departamento revelou-se de elevada importância para os trabalhadores do Departamento de Recursos Humanos da Câmara Municipal de Loures uma vez que permitiu a aproximação dos trabalhadores às suas unidades orgânicas, permitindo o desbloqueio de eventuais falhas de comunicação, bem como uma melhor fluidez do trabalho realizado.

A formação em sala possibilitou a aquisição de ferramentas bastante úteis para o quotidiano dos trabalhadores, quer a nível profissional quer a nível pessoal, culminando, na formação outdoor, com a junção de todos os trabalhadores do Departamento, permitindo que, num ambiente descontraído, se trabalhassem competências como a cooperação, compreensão, diálogo, responsabilidade, entre outras.

No cômputo geral podemos afirmar que os trabalhadores se mostraram satisfeitos e com vontade de aprofundar este tipo de formações.”

Carlos Rio Santos